O pré-candidato a governador Rafael Fonteles (PT) participou nesta segunda-feira (27) da plenária “Conexão Mulheres- O que nós queremos!”, realizada no Gran Hotel Arrey. O encontro, organizado pela deputada federal Rejane Dias (PT), objetivou debater políticas públicas para mulheres e discutir ações que garantem mais participação e a preservação dos direitos das mulheres, nos mais diversos setores.    

“Esse tipo de evento é muito importante porque precisamos ouvir e discutir políticas que valorizem as mulheres, que coíbam a violência doméstica e priorizem a luta delas por melhores espaços de poder, inclusive na política. Nessa eleição mesmo, as mulheres terão o papel mais importante na reconstrução do Brasil e são elas que estão tendo a ousadia de enfrentar essa tragédia que é o governo federal“, ressalta Rafael Fonteles.  

O Time do Povo defende a igualdade e o respeito à diversidade e prega que mulheres e homens são iguais em seus direitos. Por isso mesmo Rafael Fonteles tem um programa participativo, que conta com a colaboração de uma representatividade expressiva de mulheres. “O nosso plano de governo já foi feito com a participação de muitas mulheres que lidam nessa luta diária do combate à violência e que são a favor do empoderamento feminino, mas estamos aqui para ouvir e pedir outras sugestões, pois o nosso plano ainda está aberto para mais contribuições. Basta acessar www.rafaelfontelepi.com.br”, afirma Rafael.  

O pré-candidato a governador ainda destaca que o Piauí é exemplo na participação das mulheres, na área privada e pública. “É só observar que 40% dos parlamentares federais do nosso Estado são mulheres, enquanto no Brasil esse percentual é de apenas 15%. Aqui no Piauí, a maioria dos cargos de gerente e coordenação também é ocupado por mulheres. E ainda temos a nossa Regina Sousa no cargo de governadora”, comemora Fonteles.  

Ele ainda lembra algumas ações do Estado que são importantes para as mulheres, como a criação da própria Coordenadoria de Políticas para Mulheres e a construção da Nova Maternidade, que vai permitir uma melhor qualidade de atendimento não só para as mães, como para os bebês. “E queremos ampliar e melhorar esse atendimento, descentralizar o atendimento materno infantil, para garantir mais suporte e atendimento às mulheres, principalmente as de baixa renda. Além de fortalecer o apoio à geração de emprego e renda, especialmente às mulheres que são chefe de família”, comenta Rafael.

Durante a plenária, Rafael Fonteles e Rejane Dias responderam às perguntas dos participantes, relacionadas à mulher, como a questão da violência doméstica, combate à evasão escolar/educação, dentre outras.

Rafael defende apoio especializado às mulheres vítimas de violência

Sobre a questão da violência doméstica, o pré-candidato a governador do PT lamentou que, infelizmente, a violência contra mulher no Brasil é um problema sério, que a pandemia contribuiu para aumentar. “Por isso que defendemos um apoio especializado, seja na área da saúde como nas delegacias especializadas, com um atendimento mais humanizado e, de preferência, que seja feito por mulheres, que são mais sensíveis. Assim como queremos que a Patrulha da Pena tenha um caráter mais educativo e seja presente desde cedo nas escolas, a fim de diminuir essa cultura machista”, reforça Rafael.

A deputada federal Rejane Dias, que disputa novo mandato, também ressalta que um dos principais motivos que faz a mulher ser submetida a maus-tratos no ambiente familiar é a dependência financeira do companheiro ou mesmo de outro parente que mantém a família.  “Precisamos, mais do que nunca, implementar políticas públicas para que as mulheres possam deixar esse tipo de ambiente de violência em que vivem, gerando mais emprego e renda”, enfatiza Rejane Dias.  

Ela ainda acrescenta que uma importante política do governo Dilma (PT) foi ampliar o número de creches para ajudar as mulheres, que terminam abandonando o emprego para cuidar dos filhos. “E hoje, lamentavelmente, temos várias creches inacabadas”, critica Rejane Dias. A deputada federal disse que ajudou na aprovação para que o Fundeb tenha mais recursos para a primeira infância, exatamente para as mulheres poderem trabalhar.  

O evento contou ainda com uma mensagem gravada da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, sobre a importância da mulher, inclusive na política. “As mulheres podem muito ajudar a melhorar o Brasil”, enfatiza a presidente do PT.

Dê sua opinião:

Tópicos