O prefeito Dr. Pessoa (MDB) anunciou nesta segunda-feira (28) que a Prefeitura de Teresina vai conceder a promoção e progressão de carreira, retroativa ao mês de maio de 2021, para profissionais da Saúde da capital. 

Um documento foi entregue ao Sindicato dos Médicos do Piauí (Simepi), que está com assembleia marcada para decidir sobre a deflagração de uma greve. O gestor garante também que as progressões serão concedidas para todas as classes da área da Saúde de Teresina. 

“Aqui vamos vir com sentido positivo de que as reivindicações dos médicos serão cumpridas, a promoção e progressão com data retroativa, que o governo anterior não fazia, tinha um reboliço danado, tinha greve, e neste governo vamos olhar para todas as classes, e a minha não podia deixar de fora”, pontuou Dr. Pessoa. 

Segundo o presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Gilberto Albuquerque, as promoções e progressões serão dadas para pelo menos 11 mil servidores da Saúde na capital, somando um impacto financeiro de R$ 890 mil para a administração municipal. 

Gilberto Albuquerque pontuou que havia uma defasagem na concessão da promoções e progressões desde o ano de 2017, sendo a categoria dos médicos a mais afetada.

“De 2017 para cá, ficarão algumas e outras não, então, esse estudo de impacto já concluímos é essa reivindicação por parte dos médicos é justa, assim como a dos outros profissionais e deveremos ter também o dos mais servidores”, pontuou. 

Categoria fará assembleia 

A diretora financeira do Simepi, Lucia Santos, informou que o documento entregue pelo prefeito será apresentado a categoria durante assembleia que ocorrerá na terça-feira (29). A previsão é que os médicos decidam pela suspensão do movimento grevista com o anúncio do recebimento das promoções e progressões. 

“Tem alguns médicos que não estão acontecendo a evolução na carreira, procuramos o Pessoa e ele reiterou que será feita imediatamente. […] ainda estamos em uma pandemia e a categoria sofreu muito, não podendo tirar férias, trabalhando em horário excessivo e muitos morreram arriscando a vida, então, é uma categoria que tem que ter um olhar diferenciado”, destacou.

Dê sua opinião:

Tópicos