Nesta última terça (28), o deputado estadual, Franzé Silva (PT), disse que o prefeito do município de Floriano, Joel Rodrigues (PP), tomou o caminho para fora da base do governador Wellington Dias (PT). O parlamentar destacou, que o mais sensato seria que o gestor firmasse essa posição de uma vez e deixasse oficialmente o grupo.

Joel Rodrigues / Foto: Divulgação

“Eu acredito que ele tomou o caminho de sair da base. Acredito que vá ter uma reorganização administrativa na cidade de Floriano e, certamente, o governador vai trabalhar junto com as lideranças que marcham junto com nossos projetos. Seria mais sensato ele entregar [os cargos] já que o caminho que tomou foi outro”, disse Franzé.

O prefeito Joel Rodrigues responde a declaração do deputado Franzé. “Os cargos do Estado são de domínio do deputado Dr. Francisco Costa, então representante da região e que foi o primeiro a ser informado por mim em reunião, sobre as últimas mudanças políticas desde o rompimento do Progressista com o PT, autorizando-o a tomar as devidas decisões administrativas", disse Joel. 

"Eu não agiria de forma irresponsável, pedindo que as pessoas abandonassem os seus cargos, antes de uma decisão em nível de Estado, a partir das devidas substituições, para que serviços, principalmente da saúde, não fossem prejudicados", completou. 

Ciro Nogueira, ministro chefe-chefe da Casa Civil e o presidente estadual do Progressistas, Júlio Arcoverde, admitiram que Joel Rodrigues poderá ser o nome da oposição para concorrer ao Senado. O prefeito confirmou que colocou o nome à disposição.

"Sou do Progressista, decidi acompanhar o partido em suas decisões políticas e aceitei o convite para disponibilizar o meu nome na disputa ao senado. Lembro que em 20 anos de parceria com Wellington Dias, sempre fui muito fiel e cumpridor das missões dadas nesta integração, mas o novo tempo político nos leva para um outro caminho que considero o mais benéfico para o Piauí", destacou Joel Rodrigues. 

Joel destaca que está disposto a renunciar o cargo e que as futuras obras serão executadas pelo atual vice-prefeito, Antônio Reis. "Repito que estou, sim, disposto a renunciar ao cargo de prefeito, porque não tenho apego a cargos, tenho respeito à vontade popular e do partido e sairei com tranquilidade no coração, pelas boas obras e ações que estamos deixando e que ainda estão por vir, que serão executadas agora pelo atual vice-prefeito, Antônio Reis, alguém que participa do governo intensamente e que, além de experiente, é de confiança do povo de Floriano, que o elegeu junto comigo e de todos os que fazem a gestão", finaliza o gestor.



Dê sua opinião:

Tópicos