Nesta terça-feira (25), o Secretário de Saúde de Floriano, James Rodrigues e o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcos Veras, definiram alguns pontos a serem trabalhados nos próximos dias no combate à pandemia.

Foto: AsCom

O objetivo do encontro foi ampliar o apoio do comércio florianense na conscientização de colaboradores para a vacinação de primeira, segunda ou terceira dose. 

O secretário de Desenvolvimento Econômico confirmou que irá dialogar com as entidades de classe. “Nós sempre mantivemos esse canal aberto e tenho certeza que vamos fortalecer o combate ao coronavírus, pois o comércio não quer retroceder”, disse. 

Um dos pontos discutidos foi buscar as associações representativas dos mais variados setores do comércio varejista, para “exigir” do colaborador o passaporte vacinal. A preocupação dos gestores está na classe economicamente ativa (20 a 40 anos) que trabalha no comércio e está com a vacina atrasada. 

A Secretaria de Saúde se dispôs a abrir uma sala de vacinação especifica para profissionais do comércio de Floriano que funcionaria em horário mais conveniente para atender a esse público. Outro assunto discutido foi o comprometimento do setor com medidas sanitárias básicas, mas que tem efeito imediato para conter a disseminação do vírus, quais sejam: a obrigatoriedade do uso de máscara e dispensação de álcool em gel ou torneira com água potável e sabão para a lavagem das mãos).

“Infelizmente com o sucesso da vacinação em Floriano, deixamos de lado algumas rotinas que nunca poderiam sair do nosso dia-a-dia. Uma simples lavagem de mão pode salvar a minha vida e da minha família”, disse James Rodrigues.


Dê sua opinião:

Tópicos