A prefeitura de Teresina, por meio da Empresa Teresinense de Desenvolvimento Urbano (Eturb) realizou neste final de semana, um mutirão de cadastro no residencial Betinho, zona Sul de Teresina para avançar no processo de regularização fundiária do local através do programa REGULARIZATHE.

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, ressalta a importância do cidadão ter seu registro de imóvel em mãos e afirma que a prefeitura está trabalhando para garantir esse direito para a população.

"Todos irão receber seu documento de moradia. O presidente da Eturb e sua equipe estão trabalhando diariamente, inclusive final de semana, para atender as comunidades. Esse documento definitivo, esse registro do imóvel, estamos trabalhando não só aqui no residencial Betinho, mas em toda Teresina. Queremos que todos tenham em mãos o seu registro de imóvel para dizer que é seu", disse o prefeito.

Segundo o presidente da Eturb, João Duarte, até o momento já foram cadastradas mais de 380 famílias no residencial Betinho e a previsão é que 600 sejam beneficiadas no local.

"Estamos aqui com a equipe da Eturb, neste sábado e domingo, que está fazendo o cadastramento social das famílias. A previsão é atender 600 famílias e o término dos trabalhos deve acontecer até o dia 30 de junho. Saindo daqui iremos para o residencial Mário Covas e Parque Dagmar Mazza", ressaltou João Duarte.

A coordenadora do núcleo de regularização fundiária da Eturb, Camila Rosal, explica que muitas famílias não estão em casa durante a semana por trabalharem fora e por isso a equipe da Eturb vem no final de semana para a comunidade.

"Estamos aqui neste final de semana atendendo a uma demanda da comunidade, para que todo mundo seja beneficiado com o registro de imóvel", ressalta a coordenadora.

Para James Miranda, presidente da Associação de Moradores do Residencial Betinho a comunidade está muito satisfeita com essa ação.

"Há mais de 20 anos que os moradores esperam por esse registro de imóveis que significa o documento das casas. Através desse documento os moradores podem contrair empréstimos, vender pela Caixa e comprar, para quem quiser comprar as casas. É uma alegria muito grande, nossa comunidade está contente com essa ação realizada pela Eturb", disse.

Camila Rosal ressalta ainda que após a finalização desse processo segue-se para a etapa seguinte.

"Após findarmos esse processo passaremos para a etapa de envio dos cadastros para o cartório e possivelmente, em até dois meses, possamos entregar o registro de imóvel para as famílias do residencial Betinho", concluiu.

Dê sua opinião:

Tópicos