Moro compara eleição a funeral

O ex-ministro Sergio Moro (Podemos), defendeu a  pré-candidatura dele à Presidência, comparando a eleição sem o nome dele a um funeral em que os brasileiros escolheriam somente a cor do caixão. "Uma das razões que resolvi colocar meu nome à disposição foi que eu falava com todo mundo, e parecia não que a gente estava indo para uma eleição, mas sim para uma espécie de funeral, na qual o brasileiro ia escolher apenas a cor do caixão. Então, tem muita gente querendo alternativas, e entendo que posso ser uma dessas alternativas", declarou Moro.

Eleições 2022

O deputado Severo Eulálio (MDB), afirmou que o nome do presidente da Alepi Themístocles Filho (MDB), está mantido como candidato a vice de Rafael Fonteles, para o Governo do Piauí nas eleições do ano que vem. "O que é tratado, sempre foi conversado, é que o nome seria do nosso presidente, o deputado Themístocle. Mas a oficialização, assim como a do Rafael, só será mesmo nas convenções partidárias lá em julho ou agosto", disse o parlamentar.

Lei para policiais vítimas da Covid

O governador Wellington Dias (PT), sancionou o Projeto de Lei que estabelece promoções para os policiais militares da ativa que morreram em decorrência da Covid-19 no Piauí. O texto foi publicado nesta segunda (20) no Diário Oficial do Estado. As promoções vão possibilitar o aumento do valor da pensão recebidas por familiares das vítimas. No Piauí, mais de 30 policiais militares morreram vítimas da Covid-19 desde o início da pandemia.

Dê sua opinião:

Tópicos